1111Durante a Flip 2013, crianças realizam leitura coletiva do livro “A última Filó: uma história de dar dó”  com ou autor Ricardo Moebus e a ilustrador a Sophia Felipe. O livro, lançado durante a Festa Literária de Paraty, alerta sobre os riscos de extinção de três das diversas espécies atingidas pela expansão da atividade mineraria no entorno da Estação Ecológica de Fechos.

Galeria de Fotos

 

1111Durante a Flip 2013, crianças realizam leitura coletiva do livro “A última Filó: uma história de dar dó”  com ou autor Ricardo Moebus e a ilustrador a Sophia Felipe. O livro, lançado durante a Festa Literária de Paraty, alerta sobre os riscos de extinção de três das diversas espécies atingidas pela expansão da atividade mineraria no entorno da

...

PRIMO lança livro na Festa Literária de Pararty (FLIP)


    
Para visualizar o convite, favor clicar em"exibir imagem".
      
   

PRIMO lança livro na Festa Literária
de Paraty(FLIP)

image

No próximo sábado, dia 06 de julho, às 11:00hs, a PRIMO participa da Festa Literária Internacional de Par

...

PRIMO lança livro na Festa Literária de Pararty (FLIP)


    
Para visualizar o convite, favor clicar em"exibir imagem".
      
   

PRIMO lança livro na Festa Literária
de Paraty(FLIP)

image

No próximo sábado, dia 06 de julho, às 11:00hs, a PRIMO participa da Festa Literária Internacional de Par

.
...

Levantamento aponta que 70,38 % dos parques existem apenas no papel

Estudo feito pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) revela que, dos 605.921,67 hectares de áreas protegidas pelas unidades de conservação, apenas 179. 529,23 hectares (29,62%)  estão regularizados. Os 426.392,44 hectares restantes - 70,38% das unidades de conservação - ainda não estão regularizados fundiariamente, ou seja, as propriedades não foram adquiridas pelo Estado.

convite1706Formas, cores e ideias dos povos originários da América do Sul na atualidade. O Centro Cultural da Universidade Federal de Minas Gerais, em Belo Horizonte, lançará, no dia 14 junho, a exposição ¡Mira! – Artes Visuais Contemporâneas dos Povos Indígenas. A mostra reunirá, pela primeira vez no país, obras de artistas indígenas da Bolívia, Brasil, Colômbia, Equador e Peru.