Ingredientes:
Alface, pepino japonês. Rabanete e cebola.

Tempero:
Shoyu, limão e azeite.

Lave a alface deixe escorrendo e reserve.

Lave os pepinos e role em um pouquinho de sal, para tornar mais digestivo.

Corte a cebola em gomos finos, coloque numa tigela, acrescente uma colher de sopa de óleo, duas a três pitadas generosas de sal misturem bem e reserve .Este processo é para tirar o ácido da cebola.

Corte o rabanete em rodelas bem finas coloque numa tigela, acrescente duas pitadas generosas de sal e misture bem. Reserve.

Lave o pepino para tirar o sal e corte em rodelas finas, coloque numa tigela acrescente duas pitadas de sal, misture bem e reserve.

O processo de descanso com um pouquinho de sal é para dar uma “cozidinha” tornando assim mais digestivo e gostoso (tirando o ardido no caso do rabanete).

Numa travessa coloque as folhas de alface cortada em pedaços ( com as mãos).

Esprema a cebola, tirando o excesso de óleo, esprema também o rabanete e o pepino tirando o líquido.

Misture o pepino, rabanete e a cebola e coloque sobre a alface, podendo ainda acrescentar maçã crua cortada.

Ingredientes:

Agrião brócolis

 

Limpe o agrião ainda seco, lave numa bacia.

Em uma panela grande, coloque água 4 dedos abaixo da borda. Tampe e deixe no fogo alto. Quando ferver, coloque uma pitada de sal e vá mergulhando o agrião em pequenos maços cozinhe na água com a panela destampada cuidando para não cozinhar demais e perder o verde.

Vá colocando o agrião sobre uma peneira ou escorredor de macarrão. Quando esfriar um pouco esprema delicadamente e corte em pedaços de 3 cm.

Misture bem e tempere com shoyu.

Lave os brócolis, corte delicadamente obtendo pedaços menores, lave mais uma fez e depois escalde como o agrião.

Numa panela quente, coloque um pouco de azeite e acrescente os brócolis tempere com shoyu e refogue rapidamente somente para temperar.

Inhame, cebola, araruta, alga wakame e farinha de gergelim (opcional).

Quantidades: sopa para 6 pessoas:

1.1/2 inhame pequeno por pessoa
1.1/2 cebola
1 colher de sopa rasa de alga wakame cortada.
2 a 3 colheres de sopa de araruta.
2 a 3 colheres de sopa de farinha de gergelim

Corte o inhame ao meio longitudinalmente e depois em meia fatias de 1cm.


A cebola em gomos finos.


Coloque uma panela alta no fogo, quando esquentar coloque ½ colher de sopa de óleo de girassol ou gergelim, acrescente a cebola e refogue até ficar transparente e sair o ácido da cebola. Junte o inhame e refogue então coloque a água o dobro e mais um pouco do volume dos legumes. Tampe e deixe no fogo alto até o inhame estar cozido, coloque então a alga, espere um dez minutinhos para colocar a araruta previamente dissolvida em um pouco de água. Mexa bem, tempere com shoyu e cozinhe por mais dez minutos, desligue e coloque a farinha de gergelim.

Ingredientes:

Cenoura, nabo, tofu, e alga kombu



Quantidades: calcule dois nabos, duas cenouras, dois pedaços de alga e dois pedaços de tofu por pessoa.

Corte o nado em rodelas (diagonais) a cenoura da mesma forma, o tofu em cubos ou com cortadores dando a forma de flor.

A alga lave rapidamente e deixe de molho um pouquinho para facilitar o corte. Corte em pedaços pequenos.

Numa panela coloque os legumes na seguinte ordem: a alga  depois a cenoura e o nabo. Cubra com água, tampe a panela e leve ao fogo alto.

Quando ferver, coloque o tofu e tempere com shoyu. Baixe o fogo e vá observando o cozimento dos legumes, não precisa mexer. Quando os legumes estiverem cozidos está pronto. Retire da panela, se sobrou caldo, pode engrossar com um pouquinho de araruta e derramar sobre os legumes.

cozido legumes 

Coloque uma boa quantidade de gergelim numa bacia (no mínimo de 200grs), cubra com água e mexa rapidamente, então deixe descansar, para que o gergelim e palhas fiquem na superfície. Na pia deixe  o que ficou boiando ir embora, e vá colocando o gergelim bom na peneira, as sujeirinhas pesadas vão ficar no fundo da bacia. Deixe escorrer um pouco na peneira. Numa panela fina e não muito baixa já aquecida coloque o gergelim e mexa sem parar, o gergelim vai começar a pular, baixe o fogo e continue mexendo mais um pouco, afaste a panela do fogo e esmague o gergelim entre os dedos polegar e o indicador. Se ele se desmanchar facilmente, está no ponto, cuide para não queimar ou deixar alguns grãos crus.

Agora você  já tem o gergelim tostado, que poderá moer no suribachi ou liquidificador e  obter a FARINHA DE GERGELIM.

Uma boa medida de sal para o gergelim e de 12 colheres de gergelim para uma de sal.

O sal: importante dar uma secadinha, colocando na panela em fogo médio e mexer, não é para tostar o sal somente para secar.

Coloque o sal no suribachi, moa com o pilão e acrescente o gergelim e moa até desmanchar todos os grãos.

No liquidificador, coloque uma parte de gergelim (metade) acrescente o sal, coloque o restante de gergelim e ligue o liquidificador no pulsar bem rapidinho cuidando para que o gergelim não vire uma pasta.

 

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Ingredientes:

4 copos de arroz integral cateto.
5 copos ½ de água.
2 colheres de chá rasa de sal.

Lave e escorra bem o arroz, coloque na panela, acrescente a água.


Deixe o arroz de molho por duas horas. Este tempo é muito importante para que o arroz fique macio e saboroso.


Coloque agora o sal e  leve ao fogo alto até a panela chiar isso é  quando o pino da panela começa a girar.


Deixe no fogo alto chiando por 5 minutos, baixe o fogo, mais que o baixo normal do fogão: gire o botão devagar como se fosse apagar o fogo, encontre uma chama baixinha.

Deixe por uma hora.

Desligue e espere por mais dez minutos para abrir a panela.