Em março de 2011, estudantes do curso de Farmácia e Nutrição da UFOP visitaram os moradores da comunidade de Pasárgada, colhendo informações sobre as plantas medicinais utilizadas pela população local. As espécies sugeridas pelos moradores durante as visitas, foram plantadas nos canteiros da Agrofarmácia.

{artsexylightbox path="images/phocagallery/parceria_ufop" previewWidth="100" previewHeight="100"}{/artsexylightbox}

Aqui, o Engenheiro Florestal, Paulo Neto, se encontra com pessoas interessadas em conhecer a tecnologia da Agrofloresta, que proporciona o cultivo e a produção de alimentos que buscam a integridade ambiental.

{artsexylightbox path="images/phocagallery/aula_agrofloresta" previewWidth="100" previewHeight="100"}{/artsexylightbox}

A Agrofarmácia é irrigada pelas águas do córrego Tamanduá que ao passar pelo quintal do Espaço PRIMO, possibilita a captação de água por gravidade.

{artsexylightbox path="images/phocagallery/corrego_tamandua" previewWidth="100" previewHeight="100"}{/artsexylightbox}

Um ano após o início das atividades no Espaço PRIMO, a Agrofarmácia produz alimentos sem a utilização de defensivos agrícolas, utiliza o adubo produzido através da compostagem do lixo residencial, mantêm o processo de irrigação captando água por gravidade e se estabelece como um espaço comunitário de convivência.

{artsexylightbox path="images/phocagallery/horta_maio_2011" previewWidth="100" previewHeight="100"}{/artsexylightbox}